Reconstrução das Mamas

A mama é a representação simbólica mais significativa da feminilidade, o que tem sido acentuado nos tempos modernos pela maior exposição corporal. A ausência deste órgão provoca sério desconforto psicológico devido a uma percepção negativa da imagem corporal e a um sentimento de inadequação em relação ao meio social, com conseqüente redução da auto-estima.

A presença da deformidade, por outro lado, suscita sentimentos que remetem ao medo da morte e ao estigma da doença, sendo uma constante lembrança de fragilidade e finidade. A reconstrução tem por objetivos o resgate da auto-estima e o alívio da percepção física do câncer, com efeitos psicológicos que se refletem na qualidade de vida.

Quando feita imediatamente após a mastectomia, respeitando-se critérios definidos, contribui sobremaneira para o alívio da carga emocional negativa atrelada ao diagnóstico da doença, poupando a paciente do convívio com o defeito. Podem ser utilizadas para a reconstrução próteses de silicone ou tecidos de outras regiões do corpo, como o abdome ou das costas. São geralmente realizadas sob anestesia geral e necessitam de um a dois dias de internação. O tempo de recuperação varia entre 10 e 14 dias.

ONDE SE LOCALIZAM AS CICATRIZES?

A cicatriz deve ser suficiente para a retirada de todo o tecido mamário, o que na maioria das vezes inclui a aréola e o mamilo. Geralmente ela fica em uma posição intermediária na mama, no sentido horizontal, de um extremo ao outro. Em casos selecionados ela pode ficar no sentido vertical. Uma cicatriz adicional na axila pode ser necessária para estudo dos linfonodos axilares.

OUVI DIZER QUE ALGUMAS PACIENTES FICAM COM CICATRIZES MUITO VISÍVEIS.

Certas pacientes apresentam tendência à cicatrização hipertrófica ou ao quelóide. Essa tendência, entretanto, poderá ser avaliada, até certo ponto, durante a consulta inicial.

QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?

No dia seguinte à cirurgia

QUANDO PODEREI RETORNAR AOS MEUS EXERCÍCIOS?

Depende do tipo de exercícios. Aqueles relativos aos membros inferiores poderão ser reiniciados entre 21 a 28 dias, evitando-se o “alto impacto”. Os exercícios que envolvam o tórax, geralmente devem aguardar 60 dias.

O PÓS-OPERATÓRIO DESTA CIRÚRGICA É DOLOROSO?

Geralmente não. Este pós-operatório é bastante confortável, desde que você obedeça às instruções médicas, principalmente no que tange à movimentação dos braços, nos primeiros dias. Eventualmente poderá ocorrer manifestação dolorosa, que facilmente cederá com os analgésicos receitados pelo seu médico.