Rinoplastia Funcional Estruturada (Cirurgia Plástica do Nariz)

A cirurgia plástica do nariz se destina à correção das alterações estéticas e funcionais do nariz. Atualmente grande ênfase tem sido dada à preservação e à promoção da função respiratória. As antigas técnicas que promoviam reduções drásticas das estruturas nasais, com resultados artificiais foram substituídas por

novas, que primam pelo equilíbrio da forma e naturalidade e com a recuperação da função (rinoplastia funcional estruturada). Geralmente é realizada sob anestesia local e sedação, sendo a alta no mesmo dia. O tempo de recuperação varia entre 5 e 7 dias.

A RINOPLASTIA DEIXA CICATRIZES?

Certos narizes permitem que as cicatrizes fiquem escondidas dentro da cavidade nasal. Nestes casos, não haverá cicatriz aparente. Em outros casos, entretanto, existem cicatrizes externas pouco aparentes, como consequência de incisões (cortes) feitas na columela ou nas asas nasais. Nestes casos, impõe-se a colocação destas cicatrizes externas (pouco visíveis), para se proporcionar um melhor resultado à forma final ou mesmo à fisiologia nasal.

PODEREI ESCOLHER, PARA O MEU FUTURO NARIZ, A FORMA QUE EU DESEJAR?

Não. Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, equilíbrio este que o cirurgião deve observar, a fim de preservar a naturalidade e autenticidade desta face. Cada caso é estudado minuciosamente, a fim de que se possa dar ao nariz a melhor forma possível, dentro das exigências da face e dentro das limitações impostas pelas características físicas pessoais. Se a sua escolha coincidir com aquele tipo de nariz planejado, sem dúvida seu desejo será atendido. Cirurgião e paciente deverão estar de acordo com o resultado possível de se obter.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA QUE SE UTILIZA PARA A OPERAÇÃO?

Tanto a anestesia local com sedação quanto a geral poderão ser utilizadas. Ficará critério de cirurgião e paciente decidirem qual o mais indicado em cada caso.

QUAL O TEMPO DE INTERNAÇÃO?

Poderá variar de 4 a 12 horas.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS? QUANTOS?

Quando se realiza o procedimento de osteotomia (fratura), o nariz é mantido imobilizado com gesso ou outro material, que o recobre totalmente, permanecendo por cerca de 5 a 7 dias, período após o qual é retirado no consultório. O tampão nasal raramente é usado atualmente. Um dispositivo chamado splint poderá ser colocado na cavidade nasal e será retirado depois de uma semana. Ele não obstrui a passagem de ar.

HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?

Raramente. A rinoplastia apresenta pós-operatório bastante confortável. Quando ocorrer uma eventual dor, esta é facilmente combatida com analgésicos, que lhe serão receitados como preventivos.

QUAL A EVOLUÇÃO PÓS-OPERATÓRIA?

Você não deve se esquecer de que, até que se atinja o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia. Assim é que edemas (inchaço), “manchas” de infiltrado sanguíneo, dificuldade respiratória nos primeiros dias, são comuns a todos pacientes; evidentemente, alguns apresentam estes fenômenos com menor intensidade que outros.

Dê tempo, que seu organismo se encarregará de dissipar todos os pequenos transtornos que, infalivelmente, chamarão a atenção e alguma pessoa que não lhe poupará a pergunta: “… algo de errado não estará acontecendo?”. É evidente que toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião plástico, e somente a ele, que tem condições de lhe esclarecer e tranquilizá-lo (a).

Em raros casos, uma discreta ansiedade advém, em decorrência do aspecto transitório do edema e das manchas sanguíneas. Isto é passageiro e geralmente reflete o desejo de se atingir o resultado final o quanto antes. Tenha paciência. Lembre-se que nenhum resultado de cirurgia do nariz deverá ser avaliado antes do 6º ou 12º mês pós-operatório.